Na manhã do último domingo (13), quando foi comemorado o dia das mães, a Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe-Chapada) recebeu a visita de uma mulher com um pedido inusitado de ajuda. Ela informou que sua irmã tinha um trauma e uma imagem negativa dos policiais militares, ao ponto de passar mal e ficar se escondendo ao avistar um. Diante disto, uma guarnição da Cipe-Chapada, ao comando do sargento Amarilio, resolveu ir até a casa dela.

 

De acordo com informações do major Ricardo Passos, comandante da Cipe-Chapada, “ao chegar ao local, a senhora Eliete de imediato ficou assustada, porém ao receber um presente dos policiais, se acalmou”. Eles explicaram o papel da Polícia Militar na manutenção da paz social, conseguindo aos poucos, desfazer a imagem negativa que a senhora tinha da polícia. Ao final da conversa, Eliete foi convidada para juntamente com sua irmã conhecer a sede da Cipe-Chapada.

Ela aceitou o convite e embarcou na viatura indo até o quartel, onde conheceu os policiais de serviço, as instalações e todos os equipamentos usados pela Cipe-Chapada. Ao final da visita, Eliete foi levada de retorno para sua casa, onde sua filha mais nova ficou visivelmente muito feliz em ver sua mãe na viatura e ao lado de policiais, superando traumas passados. “Foi um dia das mães único e inesquecível para a família e para os policiais de serviço na sede da Cipe-Chapada em Ruy Barbosa”, salienta o major Ricardo Passos, em nota à imprensa.

Jornal da Chapada com informações da Cipe-Chapada Foto CIPE Chapada