A mensagem do prefeito Marcelo Brandão na abertura dos trabalhos legislativos foi emblemática, sui generis, retumbante, bombástica; vai das nuvens ao chão e não chegou ao céu da boca, nem caiu na boca do inferno, mas é merecedor de um troféu ‘bola murcha’.

Ele disse que “se fosse fazer um balanço, uma prestação de contas à população” ele demoraria… horas, semanas, meses falando. Não! O prefeito MB é um brincalhão. Falando o que? Nesse primeiro ano de governo o que foi realizado pela administração em obras e em qualidade dos serviços públicos ao povo de Ipirá foi um quase nada, muito pouco em relação ao que Ipirá necessita, precisa, merece e clama.

O prefeito Marcelo Brandão não tem o que apresentar; está, simplesmente, jogando um jogo que só ele vê; jogando para o crescimento da torcida adversária. A administração de Marcelo Brandão carece de obra. Escamoteia a situação, apresenta uma retórica vazia para ver se cola. O prefeito está espremendo um limão para fazer uma jarra de laranjada e quer que a população engula esse bagunço de jaca.

O prefeito citou a “Educação como uma área de avanços excepcionais, que em 20 anos foi a sua administração que mais valorizou a Educação do município, com o enquadramento de professores e merenda escolar.” Ticurupaco, prefeito! Sem exagero, prefeito!

Lembrei-me do ex-prefeito Antônio Colonnezi (do macaco) estava com uma vontade enorme para mostrar serviço e fez uma escola. Fantástico. O ex-prefeito Luís Carlos (do jacu) querendo mostrar mais serviço do que a gestão anterior mandou reformar a escola. Ato extraordinário. Existia um porém: a escola foi feita no município de Rafael Jambeiro e o outro achou pouco, reformou-a. Que comédia, para não dizer uma baita tragédia.

Agora, vem o prefeito Marcelo Brandão (do jacu) dizer que está fazendo um trabalho excepcional na Educação, mandou pintar todos os prédios escolares. Simplesmente fantástico e extraordinário. Existe um porém. Na hora de colocar a foto da pintura, colocaram um pulo do gato, mostraram uma foto de uma sala de aula do município de Eunápolis.

Vê se pode? Dizem que se trata de marketing. Não, isso representa um grande blefe. Não tem o que apresentar, blefa para enganar a população, criando uma ilusão virtual para o povo de Ipirá engolir um caroço de angu pensando que é obra bonita e excepcional da administração. Aquela sala de aula não fica em Ipirá.

Mas, também, esse pronunciamento do prefeito MB faz com que o prefeito mereça um troféu ‘bola cheia’ por várias colocações ao dizer: “não sou prefeito de um grupo político, sou prefeito da cidade, da população, do município de Ipirá.” A política de grupo botou Ipirá no buraco, trata-se de quadrilhas infiltradas nos grupos para usurpar o dinheiro público. Quem governar essa terra tem que governar para o povo de Ipirá, principalmente para combater todos os gargalos do atraso, que impedem o seu desenvolvimento econômico e social.

O prefeito MB é merecedor de uma ‘bola cheia’ ao reconhecer que: “em Ipirá, problemas existem e são sérias as dificuldades.” O administrador não pode fugir e escamotear a realidade. Ipirá não conta com o apoio das esferas governamentais estadual e federal. Ipirá está entregue ao ânimo, esforço e empreendimento de sua gente.

O prefeito merece uma ‘bola cheia’ ao vislumbrar para o município: “ Lutar para encontrar com fé e força um caminho melhor para o futuro de Ipirá, um tratamento melhor para Ipirá.” Essa luta não está na farsa de uma briga entre jacu e macaco, essa força está na abertura efetiva para a participação da comunidade na busca de um caminho melhor.

O prefeito merece uma ‘bola cheia’ ao valorizar e reconhecer: “ Contando com a imprensa, com a comunidade, fazendo pontuação dos problemas, criticando, apontando os erros e os pontos críticos, mantendo um embate e aplaudindo os avanços.” A aceitação democrática da oposição política, da mídia como um ponto positivo. Eu aponto como ponto que merece solução a Feira de Animais no Parque de Exposição, está entregue às baratas desde o início desta nova gestão, por falta de gerenciamento.

O prefeito é digno de uma ‘bola cheia’ pelo fato de nesse pronunciamento, não ficar olhando pelo retrovisor, falando das administrações passadas numa choramingueira sem fim; nesse pronunciamento, não se atolou na fanfarronice, no floreamento e na pavonada, dizendo que Ipirá ganhou um progresso astronômico, fantástico, fenomenal no seu governo;

O prefeito é merecedor de uma ‘bola cheia’ porque não ficou arrotando obra, num falatório vazio e minguado, numa prestação de contas interminável, evitou ficar falando abobrinhas e desfiando um rosário de promessa, num reme-reme interminável, sem apresentar nada significativo e concreto para o município e o povo. Prefeito Marcelo Brandão! V. Exa. é o motorneiro desse bonde.

Postado por Agildo Barreto